Construção civil reduz atividade e número de empregados em agosto

Fonte: G1

Indicadores confirmam retração do setor, informa pesquisa feita pela CNI.
Expectativas para os próximos seis meses também são negativas.

Pesquisa “Sondagem Indústria da Construção” divulgada nesta quarta-feira (24) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) aponta que os níveis de atividade e de emprego na indústria da construção caíram em agosto, ficando em 43 e 43,5 pontos, respectivamente.
Os dois indicadores, que se afastaram ainda mais da linha divisória dos 50 pontos, confirmam a “retração do setor”, informa o estudo.
“Há um efeito cadeia no setor. As empresas estão contratando menos o setor de construção civil e a demanda do segmento acaba sendo menor”, explica Marcelo Azevedo, economista da CNI.
Com esse quadro, o nível de utilização da capacidade de operação caiu dois pontos percentuais em relação a agosto de 2013 e ficou em 67% no mês passado, informa a confederação. Ou seja, foram utilizados menos mão de obra e equipamentos.

Segundo a CNI, as perspectivas do setor para os próximos seis meses também são negativas. “Esse quadro ruim pode demorar um pouco para mudar. Temos uma perspectiva negativa a partir de um quadro já negativo”, acrescenta o economista.

O indicador de expectativa de novos empreendimentos e serviços ficou em 48,5 pontos, o de nível de atividade caiu para 48,4 pontos e o de número de empregados recuou para 47,7 pontos. Os indicadores de expectativa variam de zero a cem. Abaixo de 50 revelam previsões negativas.